Brilho dos Games – Giro de Notícias

Saudações leitores e gamers!

Trago novamente algumas notícias que marcaram o mundo gamer nos últimos quinze dias. Vamos à elas, com tragédias, curiosidades e fatos impressionantes. 



Engenheiros fazem um Nintendinho original rodar Netflix. Três engenheiros do Netflix conseguiram criar uma versão do serviço capaz de rodar no Nintendo original, sem modificações nas especificações do console.

O Netflix promove regularmente hackatons internos, no qual engenheiros e funcionários criam dispositivos e softwares ligados ao serviço de streaming. No ano passado, foram apresentados aparelhos como um dispositivo que pausava o Netflix toda vez que um Fitbit percebia que seu usuário caiu no sono, por exemplo.

Neste ano, Guy Cirino e Alex Wolfe criaram uma versão do aplicativo do Netflix que roda no NES e tem várias das principais funcionalidades do serviço de streaming, como a possibilidade de navegar entre os filmes e programas, ler sinopses e, principalmente, reproduzir vídeos.

Em um vídeo de demonstração, Cirino e Wolfe reproduziram os créditos iniciais de House of Cards. (Digamos que a qualidade não ficou muito próxima da resolução 6K na qual os episódios da série foram filmados).

O aplicativo do Netflix para o Nintendo obviamente nunca será lançado no mercado, funcionando apenas como um experimento interno da empresa. Mas é interessante imaginar como outras séries funcionariam no velho Nintendinho: será que o final de Lost seria menos decepcionante em 8-bits?

Jovem morre após passar 19 horas jogando World of Warcraft. Jogar games eletrônicos é quase sempre uma atividade saudável, divertida, e social. Mas, em raríssimos episódios, a obsessão de alguns jogadores pode ter consequências fatais, como no caso de um jovem de 24 anos, que morreu depois de passar 19 horas jogando World of Warcraft em uma lan-house de Xangai. 

A câmera de segurança do estabelecimento registrou o momento em que Wu Tai se afasta do computador, e começa a tossir violentamente, chamando a atenção de seus amigos. 

“Eu ouvi ele grunhir e quando me virei para olhar o que havia acontecido, ele estava muito pálido e parecia desconfortável. Ele estava limpando a boca com um guardanapo ensanguentado”, disse o jovem que se sentava ao lado dele.

Uma ambulância ainda foi chamada, mas, quando a equipe médica chegou, Wu Tai já estava morto. Segundo os socorristas que o atenderam, uma necrópsia ainda vai determinar a causa da morte, mas é certo que a exaustão provocada pela maratona de World of Warcraft foi um fator decisivo.

47,1% dos jogadores de games no brasil são mulheres, aponta pesquisa. Quase metade dos jogadores de videogame no Brasil são mulheres, de acordo com a pesquisa Game Brasil 2015, feita pela consultoria Sioux. O estudo, divulgado nesta segunda-feira (9), aponta que 47,1% dos gamers do país são do sexo feminino, contra 52,9% do sexo masculino.

O estudo também diz que o crescimento delas na população de jogadores é maior que o dos homens. Em 2013, ano no qual foi realizada a última pesquisa Game Brasil, elas respondiam por 41% e eles, 59%. “É provável que em uma próxima leitura as mulheres tenham ultrapassado os homens”, afirma Guilherme Camargo, presidente-executivo da Sioux e ex-gerente de Xbox no Brasil.

Confira em mais detalhes no infográfico abaixo:

A pesquisa foi realizada em janeiro deste ano, com 909 entrevistas abrangendo 25 estados e o Distrito Federal.

Entre outros dados divulgados pela pesquisa, 78,6% dos gamers brasileiros possuem mais de um dispositivo. O mais popular é o smartphone, usado por 82,8% dos pesquisados, ultrapassando o computador/notebook, que era o líder em 2013, com 71,3%. Em terceiro lugar vêm os consoles, com 56,2%. Já os tablets apresentaram um crescimento de 6,4%, alcançando a quarta posição, com 37,4%.

O estudo também mostra que apenas 9,3% dos jogadores se consideram “gamers de verdade”. “Apesar de toda a popularidade da categoria games em ambos os sexos e idades, a grande maioria joga como uma forma de entretenimento casual”, aponta Camargo. 

Fontes: Omelete e Info.

Agradecemos novamente a atenção de você leitor. 

Abraço à todos.

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *