[RESENHA] Desaparecido para Sempre – Harlan Coben

Olá Estrelas!!!

A resenha de hoje é do Lucas sobre o livro do Harlan Coben. Esta é a capa da edição esgotada, há uma nova edição com a nova capa que colocarei no final do post.
Vamos conferir?

Sinopse:

“Desaparecido para sempre é um dos mais originais e envolventes thrillers da atualidade… O suspense cresce aos poucos e o desfecho deixará até o mais experiente leitor surpreso e chocado.” – Bookpage.

No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, estaria vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência. Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente, e o FBI suspeita do envolvimento dela no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado. Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que foram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a vida de Will. Para descobrir a verdade por trás desses acontecimentos, ele conta apenas com a ajuda de Squares – seu colega de trabalho em uma fundação de assistência a jovens carentes e proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, o que lhe garante acesso a todo tipo de pessoas e de informações. Mestre do thriller de ação, Harlan Coben se supera nesta eletrizante história cheia de incríveis reviravoltas. Um suspense que mostra a busca pelo assassino, pela vítima e, acima de tudo, pela verdade.

Resenha:

“ – Ele está vivo!”, disse a mãe de Will Klein em seu leito de morte. Referia-se ao seu filho mais velho Ken, desaparecido há 11 anos, logo após ser considerado como principal e único suspeito do assassinato de sua vizinha Julia Miller. Em sua fuga, nunca mandou cartas, ou tentou nenhum tipo de
contato com nenhum membro de sua família, o que levou muita gente a acreditar que Ken não teria sobrevivido, devido à falta de recursos. Porém, Will e sua família sempre acreditaram que ele estava vivo, e defendiam plenamente sua inocência, sem nunca pestanejar, apesar de todas as provas (inclusive seu sangue na cena do crime) dizerem o contrário. O último suspiro de sua mãe fez Will ficar muito perplexo. Há tempos não falavam sobre seu irmão, e já tinham uma vida inteira sem ele.

Mas, o que faria sua mãe gastar suas últimas palavras para constatar algo improvável com tamanha certeza? Esse era somente o início dos problemas que ele teria de enfrentar, e em um curto período de tempo sua vida começa a tomar rumos completamente inesperados. Além de tal revelação sobre seu irmão, sua namorada Sheila foge inesperadamente de casa, deixando somente um bilhete. Um dia depois, Will é questionado sobre a mesma pelo diretor-assistente do FBI, que vê claramente uma ligação entre Sheila e um homicídio duplo no Novo México. Ao aprofundar-se na defesa de sua namorada, e na procura de seu irmão, ele passa a conhecer o passado obscuro dos dois, algo que Will nunca nem desejou saber. Se envolve então com traficantes, assassinos e mafiosos, em busca de compreender o emaranhado de mistérios que o tomam de repente, e que parecem só aumentar e complicar quando desmistificados.

O americano Harlan Coben é um dos principais escritores de romances policiais da atualidade, e escreve num ritmo compulsivo, lançando quase um livro por ano desde 1990. Habilidoso como poucos em criar finais surpreendentes, e tramas bem amarradas, sabe como dirigir o leitor confuso até
os momentos finais de esclarecimento do livro, o que é um de seus grandes trunfos como escritor do segmento. Este romance em particular, apesar de não ser um de seus melhores, não foge à regra, e mantém a boa fama do escritor.

“Desaparecido para sempre” cativa por motivos além de seus mistérios, que não soam como nenhuma novidade para qualquer um que acompanhe o gênero, mas sim pela boa escrita de Harlan, que utiliza-se bem de ritmo, palavras e quais segredos revelar, sem deixar com que o final se perceba antes da hora. O passado de seus personagens é uma boa confusão de ser desvendada, e é muito bom e rápido acompanhar os protagonistas do livro, a dupla Will e seu amigo “Squares”, descobrirem as sórdidas, e muitas vezes incômodas, verdades sobre Ken e Sheila aos poucos. Aliás, a química entre os dois funciona muito bem, o que garante mais um ponto positivo para a trama.

Entretanto, o que faz dessa obra ser boa, porém nada excelente se comparada a outros trabalhos do autor, é exatamente o grande número de elementos clichês, como por exemplo os vilões, típicos mafiosos e traficantes que podem ser encontrados em qualquer outro romance do gênero. A trama demora um pouco a engatar, e as mudanças de narrador, que variam em determinados momentos e intercalam 1ª e 3ª pessoa, também são outros pequenos aspectos negativos, que apesar de serem facilmente identificáveis, podem ser ignorados.

Em resumo, uma boa obra e não muito além disso, principalmente para os fãs de romances-policiais. Indicado principalmente para quem gosta de finais surpreendentes, leituras rápidas e dinâmicas, e obviamente, entusiastas do autor, que não falha em desenvolver sua já conhecida fórmula.

Capa da nova edição































Ficha Técnica:

Título: Desaparecido para Sempre
Autor: Harlan Coben
Título Original: Gone for good
Páginas: 320
Lançamento Brasil: 2009
Editora: Arqueiro
Preço Médio: R$ 29,90

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *