[RESENHA] O Príncipe dos Canalhas – Loretta Chase @editoraarqueiro

Olá Estrelas!!!

Nem preciso dizer que a Editora Arqueiro esta arrasando nos romances históricos não é verdade. Eu me deliciei com este livro e não vejo a hora de conferir os outros que estão por vir.

Vamos lá?

Sinopse:


Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent…

Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.

Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.

Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Resenha:

Este é um dos melhores romances de época que eu já li, com tudo que um bom romance deve ter e sem ter uma mocinha fraca e chata o que enfraquece um pouco a leitura.

Aqui os dois são protagonistas fortes, com diálogos surpreendentes e engraçados, que prendem o leitor do inicio ao fim.

“— O que eu fiz de tão imperdoável?
— Você me fez desejá-la, — disse ele na língua de sua mãe. — Você fez com que eu me sentisse solitário, apaixonado. Você me fez desejar o que eu jurei que nunca precisaria, que nunca procuraria.”

Dain é um dos melhores “mocinhos” que eu tive o prazer de conhecer e confesso que me apaixonei por sua história. Desde seu nascimento ele só conheceu o amor de sua mãe pois era considerado um bebe feio por todos os outros que o cercava e isso afastou a todos menos sua querida mãe. Enquanto crescia era maltratado por todos, adulto e crianças, e com isso ele cresceu achando que não era digno do amor de ninguém e se tornando uma pessoa que vivia somente pelo seu prazer não se importando com ninguém, até para ter os carinhos de uma mulher ele pagava pois assim não precisava se importar com os sentimentos delas, tendo com ele que nenhuma delas gostaria de estar com ele se não fosse por dinheiro. Até que surge em sua vida Jessica, contradizendo tudo que ele achava que sabia da vida. E como não poderia deixar de ser, ele se apaixona perdidamente e quer mante-la a todo custo ao seu lado.

“— Se você fugir de mim  – disse Dain, ferozmente – eu irei caçá-la sem descanso. Vou segui-la até os confins da terra.”
Jessica é uma mocinha que merece todo amor que eu posso ter por heroínas de romances, ela é inteligente, amorosa, carismática, forte, e acima de tudo sabe lidar com o gênio explosivo de Sebastian Ballister. Ela surge em sua vida vindo atras de seu irmão que ela achava estar sob a influencia de lorde Belzebu como era conhecido no circulo por onde andava  por causa de sua aparência coisa que ela descobre que não é exatamente como ela achava que fosse e embora todos os outros o achem feio, para ela ele é simplesmente perfeito.

“– Você não devia ter o rosto de um príncipe dos Médici. Não devia ter a compleição física de um deus romano. Eu não estava preparada para isso. Não tive como me defender. – Com um suspiro curto, ela colocou as mãos nos ombros dele. – E ainda não tenho. Não consigo resistir a você.”
Conforme a história entre os dois ia se desenvolvendo não  tinha como não se apaixonar ainda mais por este casal que é um dos melhores que eu já li e confirmando o que eu já tinha ouvido falar: um clássico dos romances históricos de todos os tempos. Uma das minhas cenas preferidas do livro é esta:

“— Comece a rezar, Dain.
— Jess – sussurrou ele.
Ela puxou o gatilho.”

Ela sabe de suas falhas e defeitos, sabe o que ele se tornou por conta do que tinha sofrido desde criança e ainda assim aceitou seu destino de forma tão linda que não tem como ela não estar no topo da minha lista de heroínas preferidas. Ela não deu moleza pra ele e sim o fez lutar para conquista-la e isso tornou todo o livro maravilhoso a relação de amor e ódio entre os dois é uma senão a melhor que já li.

“– Jessica, você é irritante, sabia? – Ele torceu o nariz para ela. – Se eu não fosse tão apaixonado por você, a jogaria pela janela. Ela colocou os braços ao redor da cintura do marido e encostou a cabeça em seu peito. – Não somente apaixonado, mas imensamente apaixonado.”


Com cenas cômicas e muito bem construídas Loretta Chase esta na minha lista de preferidos e se os outros livros da série forem tão bons quanto este vale a penha ter todos. Sim é uma série e pra ajudar ainda mais este é o terceiro livro dela, mas, devo informar que não deixa brecha nenhuma para desmerecer nem uma linha do livro e vou atrás dos outros com certeza.

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *