[RESENHA] Encontre-me – Romily Bernard

Olá Estrelas!!!
É tão bom quando temos uma grata surpresa ao ler um livro e este foi se revelando assim a cada pagina virada.
Vamos lá?
Sinopse:

Um clima de suspense crescente, narrado sob o ponto de vista de uma heroína com a cara do século 21: a descolada adolescente Wick Tate. Órfã de mãe, e filha de um violento criminoso, a garota só confia em seu aguçado instinto de sobrevivência quando se trata de cuidar de si mesma e da irmãzinha, Lilly. Não confia em ninguém – nem mesmo nos pais adotivos com quem ela e Lilly temporariamente vivem num confortável lar de classe média alta próximo à cidade de Atlanta. Por isso mesmo, tenta se garantir mantendo uma secreta e rentável “atividade extracurricular”. Faz investigações on-line sob encomenda para mulheres que suspeitam da fidelidade dos parceiros. Wick é uma hacker de mão cheia.

O peculiar estilo de vida de Wick sofre uma reviravolta quando Tessa Waye, uma antiga amiga de escola, é encontrada morta e o diário dela acaba nas mãos de Wick. Em meio às páginas, uma enigmática mensagem: “Encontre-me”. Aos poucos, Wick involuntariamente é enredada numa rede de mistério que se transforma num desafio pessoal, quando se descobre que Tessa foi assassinada – e que Lilly pode ser a próxima vítima. Para chegar à identidade do assassino, Wick terá de contar com todo seu talento em programação de computadores, além da ajuda constante do vizinho, com quem tem uma certa tensão sexual, Griff.

Com um enredo que mantém o leitor agarrado ao livro da primeira à última página, Encontre-me é o livro de estreia de Romily Bernard e o primeiro da trilogia homônima, “Encontre-Me”. 

Resenha:

Este foi o primeiro livro que eu li dessa autora e confesso que adorei, amo livros nesse tema e ele prendeu minha atenção do inicio ao fim. Ele me lembrou um pouco a série do Harlan Coben quando escreve sobre Mickey Bolitar. Esse livro gira em torno de um “possível” suicídio, descoberto através das paginas de um diário que chega as mãos da protagonista. 

 Eu vou falar muito sobre o livro pois seria dar spoiller e isso tira a graça de qualquer livro e eu não quero estragá-lo para vocês. Eu gostei realmente de alguns personagens, Wick é forte e tenho certeza que muitos irão ama-la ela se tornou uma das minhas protagonistas preferidas, e também tem o  Griff  ele é engraçado, áspero e totalmente dispostos a lançar-se na frente de uma bala por ela. Eles têm realmente uma grande química, a festa na piscina foi uma das minhas cenas favoritas. Embora eu tenha receio de que foi o grande mal entendido do livro, o final não foi menos chocante. Tenho certeza de que quem ler vai entender do que estou falando.

O vilão é tão fácil de reconhecer, é quase ridículo. Mas todo o mistério é tão absolutamente repugnante e terrível que conhecer o culpado torna quase pior mas, mesmo sendo previsível a autora conseguiu manter o mistério até o fim e isso vale todo tempo. Os capítulos são curtos e isso não deixa o livro cansativo dando tempo ao leitor de respirar e divagar sobre o que esta acontecendo e qual a próxima jogada do vilão.

O maneira como Romily escreve é incrível. É difícil acreditar que nunca publicou um livro antes deste. A história é tão rica em detalhes que prende o leitor de tal maneira que é impossível não ser bem aceita pelos fãs do gênero. Quando eu li os 3 primeiros capítulos já estava viciada na escrita dela.  O suspense da primeira cena foi muito bem criado. ADOREI. 
Agora vou correr pra ler o próximo livro dela com essa personagem tão cativante e que tenho certeza de que vai me ganhar em mais uma história.

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *