[RESENHA] Sedução – Nicole Jodan

Olá Estrelas!!!

Não sei se é por ter começado a série pelo ultimo livro lançado ou por esperar demais do livro por conta do que já tinha lido por ele mas, o livro pra mim foi comum demais e fiquei um tantinho decepcionada com ele. Eu gostei muito do O príncipe do prazer que li antes desse e também pode ser por isso que esse perdeu um pouco de seu brilho para mim.

Vamos conferir?

Sinopse:

Lord Damien Sinclair dedica seu tempo a seu próprio prazer – o que pode ser resumido em duas palavras: jogos e mulheres. Mas essa rotina muda quando sua irmã, Olivia, sofre um acidente em uma situação comprometedora, que pode colocar em risco a sua honra. Damien estava disposto a acabar com Aubrey, o nobre que a teria ferido, mas não esperava encontrar um obstáculo tão… sedutor: Vanessa Wyndham, a irmã do rapaz. Ela se oferece para cuidar da inválida Olivia, e assim poupar a vida do irmão. Damien aceita, mas com uma condição: ela também teria de ser sua amante. Nesse romance de intriga e sedução, a autora explora sentimentos que nem sempre são revelados. Será que os corações escaparão ilesos quando o acordo for posto em prática?

Resenha:

Eu vi tantos elogios pra este livro que procurei ele por muito tempo e agora que tive a oportunidade de te-lo em minhas mãos eu não vacilei e o solicitei pra resenha porém esperava uma leitura bem hot, e não foi isso que aconteceu. Pelo que tantos falaram eu esperava que fosse me sentir bem diferente, com aquele calor que nos toma em uma leitura hot e Sedução deixou a desejar no departamento de calor, ele não passou de ser um livro bem comum na minha opinião, acho que esperei demais dele, gostei bem mais do ultimo da serie do que deste.

Como o libertino mais notório na regência londrina, Lorde Damien Sinclair procurou apenas o seu próprio prazer.  Este é um daqueles casos em que o herói é supostamente um homem mau, tomando o que quer e vivendo um estilo de vida desregrada. E Damien é esse tipo de herói, mas somente no inicio do livro. Uma vez que ele encontra Vanessa e ela lhe propoe um trato para se tornar sua amante em troca de pagar as dividas de seu irmão, Damien se transforma em um homem completamente diferente por medo de assustar sua nova amante e não por estar apaixonado! Então quem determina o tempo para que eles fossem para a cama é ela e não ele mas, isso é somente por ele ter medo de assusta-la, como eu já disse antes. 
Pelo fato de Vanessa ser viúva e nem ser mais virgem sinceramente não entendi o medo que ela tinha de Damien e isso durou um bom tempo. E agora o que realmente me deixou chateada foi a linguagem que a autora usou com eles na hora em que finalmente foram para a cama. Gente quem usa aquela linguagem? Chega até a esfriar o momento. Não que não fosse bonito mas tenho certeza que nem naquela época eram usadas esse tipo de palavras. Ainda mais ele sendo um notório libertino.
A partir dai as coisa realmente ficam quentes mas ao mesmo tempo ela fica distante pois ele começa a ensina-la na arte do prazer para se preparar em encontrar outro “protetor”. Senti que a história dos dois deu uma regredida e quem ganhou notoriedade pra mim foi o casal da história secundaria. Olivia, irmã de Damien com Aubrey,  irmão de Vanessa. Existe uma história bem interessante desses dois que não vou discorrer sobre para não tirar mais ainda o encanto do livro mas vale a pena conferir eles dois.
Não posso dizer que foi uma leitura ruim porém acho que criei uma grande expectativa em torno do livro e quando eu finalmente realizei a leitura ele não ficou a altura. Recomendo? Sim, mas aconselho a não ter altas ilusões sobre ele.

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *