[RESENHA] Nove regras a ignorar antes de se apaixonar – Sarah MacLean

Olá Estrelas!!!
Foi uma grande surpresa conhecer a escrita desta autora, ela me cativou de imediato e adorei cada pagina do seu livro. Os personagens são maravilhosos e a forma como a protagonista reagiu para buscar o que ela queira foi inusitada e adorei cada uma delas.
Vamos conferir?

Sinopse:

A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.

E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para
cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.

Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.

Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Resenha:

Eu gostei muito deste livro. Ele é rico, tem profundidade e contem personagens que adorei conhecer.
Callie estava cansada de estar presa às expectativas da sociedade e a posição em que tinha sido colocado, e decidiu reivindicar seu direito na busca da felicidade para si mesma. Eu gostei do fato de Gabriel gostar dela por quem ela era. Ele se sentiu atraído por ela mesmo achando que ela não se encaixava aos ideais de beleza ditados pela sociedade. Assim sendo ela se tornou a única mulher a qual ele não poderia resistir. Eu achei que Sarah MacLen fez um grande trabalho ao escrever este romance que é reconhecidamente cheio de emoções honestas e verdadeiras.

Eu adoro romances de época em que a mocinha é esperta e não liga para as regras da sociedade regencial , que passam a andar em torno da cidade fazendo coisas que as mulheres simplesmente não fazem. Mas, este livro não é bem assim. Callie era uma mulher totalmente de seu tempo. Mas, ela era uma mulher que estava tentando reivindicar alguma felicidade para si mesma pois esta cansada de viver de acordo com as expectativas dos outros. Ela foi constantemente chamada de gorda por alguns membros de sua familia e também da sociedade e até mesmo chegou a se depreciar por isso, acho isso pode ter chateado alguns leitores porém eu acho que ele foi mencionado tanto quanto necessário, especialmente considerando que é o pontapé que Callie precisou para agir.

Eu fiquei triste por ela, vendo como pessoas insensíveis a estavam tratando. As mulheres são muitas vezes tratados de forma idêntica, independente da época, quando elas não se encaixam no modo que a sociedade ou a moda define. Se você não está casado, não tem um homem, ou um namorado, então o que há de errado com você? Você deve ter falhado de alguma forma se não segue os padrões ditados. Você não deve ter nenhum propósito na vida a não ser servir um homem de alguma forma. Infelizmente, ainda hoje esse é o caso.

Este livro é muito sexy. Há algumas cenas bem picantes, e eles são muito bem-feitas. A química entre Gabriel e Callie é muito autêntica. Eu podia sentir por que eles foram atraídos um pelo outro, e por que eles caíram um pelo outro. Essas cenas de amor realmente me mantiveram presa enquanto estava lendo. Eu gostei muito de Gabriel. Embora ele fosse um libertino, mostrou-se bastante admirável em seu comportamento. Houve momentos em que ele sabia que não deveria cruzar o caminho de Callie, mas a forma como ele se sentia, era evidente que ele não podia resistir a Callie. Eu não ache Gabriel um daqueles mocinhos essencialmente torturados por alguma coisa do passado e esse foi um diferencial muito legal no livro. Ele tinha alguma bagagem com a mãe fugindo e deixando ele e seu irmão para trás e pude ver como é que o afetou de alguma forma fazendo com que tivesse medo de entregar seu coração a uma mulher. Mas, com Callie, foi natural para ele. Ele não conseguia não entregar o dele para Callie e ter o dela somente para ele.

Eu também gostei muito de Nick e Juliana em especial do irmão de Callie, Benedick que a incentivou a ter aventuras, se ele imaginasse o que ela faria acho que pensaria duas vezes. Espero que a continuação da serie seja laçada logo pois já tem dois livros seguintes e espero que a autora escreva também sobre Benedick que merece ter sua história contada também. Além desta série lançada pela editora Arqueiro tem uma da mesma escritora lançada pela editora Gutemberg que tem alguma coisa haver com essa.

Eu acho Sarah MacLean é uma escritora muito boa, seu livro trata assuntos importantes do romance histórico com respeito, mas escreve uma história que é divertida, sensual e envolvente, e ela ganhou o meu respeito por isso. Ela está definitivamente na minha lista de favorita.

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *