[RESENHA] Sempre fui sua – Penelope Douglas

Olá Estrelas!!!

O que posso dizer sobre esse livro? A forma como eu comecei a ler foi esperando uma coisa e no decorrer das paginas vi que era mais. Eu não esperava que fosse me surpreender tanto. O assunto abordado e sério e pode mudar a vida das pessoas e Penelope mostrou que o jogo pode ser virado a qualquer momento.

Sempre fui sua foi uma leitura maravilhosamente viciante que manteve meu coração acelerado do início ao fim. Eu não poderia em nenhum momento falar algo negativo sobre ele!


A editora Universo dos livros acertou ao escolher uma autora que aborda temas que estão em alta hoje em dia e uma série muito bem escrita.

Vamos conferir?

Sinopse:

Primeiro volume da série “Fall Away”, Sempre fui sua narra a história de Tatum Brandt e Jared Trent. Os dois cresceram juntos e se davam muito bem na infância, mas na adolescência essa relação é transformada em um ódio mortal. Jared não perde uma oportunidade de humilhar sua ex-amiga que, pouco a pouco, começa a nutrir um desejo de vingança por ele.

Amor ou ódio? Qual será o real sentimento entre os dois? Será que Tate vai perdoar Jared e dar uma chance de reconhecer o seu verdadeiro amor? Será que, na verdade, ela sempre foi dele?

Resenha:

Mudando meu conceito com relação aos livros New Adult pois a um tempo eu venho lendo alguns muito bons e apresentei as resenhas aqui. Eu vou procurar colocar mais alguns em minha lista para leitura e tirar alguns que acho que já estão um tanto batidos no tema nada que vai fazer falta tenho certeza!

Eu estava pronta para ser complacente com os pontos negativos dessa história e arranjar um monte de desculpas para vir a abandonar o livro e qual não foi minha surpresa ao me pegar presa na leitura de tal forma que nem me lembro a última vez que eu gostei tanto de um livro contemporâneo.

Jared e Tate cresceram ao lado um do outro em todos os momentos. Jared era doce, generoso e amigável e eles foram os melhores e mais próximos amigos que poderiam existir. Porém não era mais assim. Em algum momento o garoto que tinha segurado a mão dela quando a dor de perder sua mãe a derrubou, que havia subido em árvores com ela e que tinham escapado ao longo da noite para dormir junto com ela deixou de existir e agora ele parecia viver apenas para atormentá-la e humilhá-la em cada oportunidade e elas sempre apareciam.

O titulo original do livro condiz mais com o que Jared fazia no começo do livro (Bully- é a forma como é chamada uma pessoa que pratica Bulling)  e o titulo original é esse, Bully.  

Jared era realmente era um valentão na primeira parte do livro e para ser honesto, eu não tinha certeza se eu realmente iria gostar dele, a forma como ele fazia de tudo para atingir Tate era horrível e o pior era saber que a um tempo atras ele a defendia. Ele não a tratava de forma violenta, abusiva ou nada parecido, mas as coisas que ele dizia e as mentiras que espalhava sobre ela foi verdadeiramente dolorosa e cruel.

O tempo todo eu me perguntava o porque dele fazer tudo aquilo uma vez que eram tão unidos e gente eu me colocava o tempo todo na pele de Tate, não tinha como não fazer uma vez que o livro é em primeira pessoa e a narrativa é dela. Ela se perguntava o tempo todo o porque e a todo momento procurava seu melhor amigo nos olhos do inimigo. Ver a amizade deles se deteriorando a cada momento sem saber o porque de estar acontecendo machucava ate a mim.
Depois de três anos sofrendo as humilhações dele e de seu melhor amigo Madoc, ela esta com viagem marcada para passar um ano na França, o que iria lhe proporcionar um tempo para relaxar longe dele, alguns dias antes dessa viagem em uma festa ela reage a mais uma humilhação deles e acaba surpreendendo a todos, até ela mesmo. 
Quando volta ela percebe que existe algo diferente nela e nos dois carrascos de sua vida. Ele ainda fazia de tudo para atormenta-la mas seu comportamento era contraditório, ao mesmo tempo em que tocava musica alta até de madrugada para atrapalhar seu sono ele não deixava ninguém se aproximar dela.  Ele fez com que nenhum dos rapazes na escola quisessem ficar com ela inventando as mentiras mais absurdas e claramente não queria ficar com ela também ao que tudo indicava e foi ai que fiquei o tempo todo tentando entende-lo, “por isso gosto quando os livros em primeira pessoa mostre o que ambos os protagonistas estão pensando” mas, ao mesmo tempo NESTE LIVRO a autora deixou o mistério; porque ele fazia isso? Era uma maneira de protege-la mesmo não sendo mais amigos? Ele não se sentia bom o suficiente para ela e esta maneira de trata-la era uma maneira de fazer com que reparasse nele? Havia algo mais por trás das maldades que ele praticava com ela e isso me fazia pensar cada vez mais nos motivos dele. Eu cheguei a me perguntar se era o meu desejo natural de enxergar o herói nele que me fazia procurar alguma coisa boa em suas atitudes e foi isso que me manteve presa na história o tempo todo.

Quanto a Tatum (Tate) eu amei a personagem logo de cara pois o livro começa com ela tomando uma atitude com relação ao que os dois faziam com ela em cada oportunidade para humilha-la na frente da escola inteira. Ela é inteligente, atrevida e certamente não é influenciável. Como o tema do livro tratava do bulling e do quanto ela foi vitima dele eu estava curiosa para ver sua reação e valeu a pena cada pagina, o crescimento dela, a mudança nele e a forma como os dois se encontraram no meio do caminho é incrível.  Os personagens secundários são muito bons e enriquecem ainda mais o livro e quando chegar a vez de ler o deles eu tenho certeza que vou amar também.

Gostei da forma que a autora nos apresenta um tema tão serio que é capaz de formar um carácter apresenta uma leveza mas ao mesmo tempo uma delicadeza ao tratar cada personagem. Agora é esperar pelos próximos e torcer para a editora não demorar muito em cada lançamento das sequencias.

Recomendo com certeza.

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *