[RESENHA] Caixa de Pássaros – Josh Malerman

Olá, Estrelas!

Eu sou a Letícia Akamine, e sou nova aqui no blog. Espero que vocês gostem das minhas dicas.

 Enfim, vamos a leitura!

Sinopse:

Em um mundo de recursos escassos, olhos vendados e um terror persistente, encarar os próprios medos é apenas o inicio da viagem.

Quatro anos depois de tudo ter começado, restaram poucos sobreviventes, incluindo Malorie e seus dois filhos pequenos. Morando nunca casa abandonada próxima ao rio, ela sonha há tempos em fugir para um local onde sua família possa ficar em segurança. Mas a jornada que tem pela frente será assustadora: 32 quilômetros rio abaixo em um barco a remo, vendados, contando apenas com a Inteligência de Malorie e os ouvidos treinados das crianças. Uma decisão errada e elas morrem. E ainda há alguma coisa os seguindo. Será que é um homem, um animal ou uma criatura desconhecida?



Resenha:

Não sou lá muito fã de suspenses, mas “Caixa de pássaros” vale tanto a pena, que eu não sei nem por onde começar…

Estamos falando de Malorie e suas duas crianças, apenas chamadas de Garoto e Menina. Os três moram sozinhos em uma casa escura, com todas as janelas tapadas com cobertores pretos para que nenhuma luz entre na casa. Se isso acontecer os três podem morrer.
 Essa situação se torna insuportável para a jovem e então, ela decide sair em uma jornada pelo rio com os dois filhos pequenos – e sem poder sequer abrir os olhos – atrás da promessa de um lugar mais seguro.
Quatro anos antes, um fenômeno desconhecido começa a tomar as redes sociais e os noticiários do mundo inteiro. Aparentemente, existe um “algo” que, quando visto, pode fazer as pessoas se suicidarem e matarem outras pessoas. 
No começo, isso é visto com muito ceticismo por Malorie, até que a desgraça acontece com alguém muito próxima a ela, e então a jovem – que está grávida de poucos meses – decide se mudar para um abrigo à poucos quilômetros de sua casa que foi anunciado no jornal local. Lá moram Tom, Jules e seu cão Victor, Don, Felix e Shannon. Cada um com sua própria história afetada pelo fenômeno misterioso.
 E então, a vida dentro da casa se torna a parte mais interessante: a rotina, busca por comida, novos membros que chegam para se proteger, tentativas de viver uma vida normal, e o perigo iminente que aguarda do lado de fora da casa. E dentro também.
Uma das melhores coisas do livro é a alternância dos capítulos: um contando sobre as dificuldades da viagem pelo rio, e outro sobre como tudo começou e como Malorie foi parar naquela situação. Esses dois momentos afetam, inclusive, a personalidade da jovem: Em um, ela está grávida, com medo, mas esperançosa com os avanços que os membros da casa alcançam. No outro, ela é mais fria, parece não ter medo de nada, e algumas vezes chega a ser até cruel.
É especialmente muito perturbador a situação das duas crianças, treinadas friamente pela mãe a seguir instruções precisas e a desenvolver a audição ao invés da visão, para que elas possam garantir a sobrevivência da família. Em diversos momentos do livro há barulhos que vão deixar Malorie (e você também) apreensiva, e situações verdadeiramente assustadoras que podem te deixar impressionado (a) por alguns dias.
E para melhorar tudo, “Caixa de pássaros” vai virar filmeee! Os direitos foram comprados pela Universal Studios e terá produção do argentino Andrés Muschietti, do terror Mama.
DICA 1:  Pode ser que, essa criatura/força/ser desconhecido e ameaçador não seja única coisa que eles tem a temer.
DICA 2: Deve ser lido com cautela por leitores facilmente impressionáveis, porque algumas situações são muito detalhadas e realistas, e a sua imaginação pode te garantir algumas noites mal dormidas.
Apesar de eu corresponder aos leitores da “DICA 2”, eu recomendo fortemente essa leitura que vai te prender do começo ao fim, e ainda te deixar querendo ler mais trezentas páginas.

                       
Até mais
Letícia Akamine                           

Valery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *